Educação

Como funciona o ENEM

O ENEM, também conhecido como Exame Nacional do Ensino Médio, é um dos principais processos seletivos que existe atualmente para entrar tanto em faculdades privadas quanto públicas.

Além disso, é com a nota dessa prova também que os estudantes que possuem baixa renda conseguem ter acesso a programas criados pelo Governo Federal, os quais concedem financiamentos a juros baixos ou bolsas de estudo de até 100%.

Já ouviu falar muitas vezes sobre o ENEM e por isso quer saber mais informações a respeito dessa prova que é tão importante? Então continue a leitura deste artigo e tire realmente todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Aproveite para dar uma conferida também sobre o que é possível fazer ao certo com a nota do ENEM.

Tenha uma boa leitura!


O que é o ENEM?

Nada melhor do que começar tudo falando mais sobre o que é o ENEM, não é mesmo? Sendo assim, aqui é importante ressaltar que o Exame Nacional do Ensino Médio é uma prova organizada pelo MEC (Ministério da Educação), a qual acontece anualmente – uma vez por ano.

Essa prova, na verdade, foi criada com o principal objetivo de avaliar a qualidade do ensino nas escolas de todo o país.

Atualmente, no entanto, o ENEM é usado na maioria das vezes para que os estudantes consigam ingressar em alguma universidade, seja ela pública ou particular. Para se ter uma ideia, esse exame conta com uma redação e mais 180 questões objetivas.

Como funciona o ENEM


Quem pode fazer ENEM?

Ao contrário do que muitos pensam, o ENEM pode ser feito por qualquer pessoa. Mesmo que ele avalie o desempenho dos estudantes que estão finalizando o Ensino Médio, qualquer pessoa, independente da idade, pode fazer a prova.

Até mesmo aquelas que já estão inseridas em alguma faculdade podem prestar o exame.

Para quem organiza a prova, uma das principais características é que o ENEM é bastante democrático. Um grande exemplo disso é a maneira como os alunos que precisam de algum atendimento especial na hora do exame são tratados.

Quem possui algum tipo de deficiência auditiva pode contar com um intérprete de libras para conseguir fazer a prova assim como todas as outras pessoas.

Até mesmo as mães que estejam ainda amamentando, os estudantes que estão internados em hospitais, as pessoas com dificuldade de locomoção, com autismo e os idosos são capazes de fazer a prova com tranquilidade.

Tudo isso, é claro, contando com um apoio extra durante a realização do ENEM. Para isso, é só seguir os passos recomendados no momento da inscrição.


Qual é o conteúdo da prova do ENEM?

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia todos os conteúdos que foram estudados durante o Ensino Médio, ou seja, ao longo de três anos.

Ao todo, quatro áreas são cobradas: Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Biologia, Física e Química), Ciências Humanas e suas Tecnologias (Sociologia, Filosofia, Geografia e História), Matemática e suas Tecnologias (Matemática) e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação (Literatura, Língua Estrangeira, Língua Portuguesa, entre outras).


Como são aplicadas as provas do ENEM?

Por ser composto de 180 questões mais uma redação, o ENEM é dividido em dois dias. No primeiro, é necessário fazer apenas 90 questões. Já no segundo, são mais 90 questões e a redação.

Para deixar tudo mais claro, no primeiro dia são 45 questões de Ciência da Natureza e sua Tecnologia e 45 sobre Ciências Humanas e suas Tecnologias. Ao todo, o estudante possui 4h30 para fazer a prova.

Já no segundo dia, a disposição é a seguinte: 45 questões de Matemática mais 45 da área de Linguagens. Como também é o dia da redação, o tempo para a realização é um pouco maior: 5h30.


Como é a redação do ENEM?

Falando em redação, ela é um dos principais medos dos estudantes que vão prestar o ENEM. Isso porque não são todas as pessoas que possuem habilidades com a escrita, por exemplo.

Sendo assim, para facilitar um pouco, é importante ressaltar que a redação do ENEM sempre traz uma situação problema e alguns textos bases. Ela precisa ser escrita no formato de uma dissertação: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Um ponto importante da redação do ENEM é que no parágrafo de conclusão é necessário colocar alguma solução para o problema que foi dissertado ao longo de todo o texto. O texto precisa, de alguma forma, conter a sua opinião também sobre o fato que está sendo escrito.

A redação, no máximo, deve ter 30 linhas, por isso é importante treinar bastante antes do dia, certo?


Como funciona a correção do ENEM?

Essa é uma parte um pouco difícil de explicar, isso porque a nota do ENEM é composta através de um cálculo bastante complexo. Ou seja, não basta apenas somar todas as questões corretas.

Esse modelo de correção é conhecido como Teoria da Resposta ao Item (TRI) e uma das suas principais características é que ele leva em conta o grau de dificuldade de cada questão, além da coerência do estudante na prova como um todo.

Por sua vez, a redação possui seus próprios critérios de correção e o valor máximo pode chegar a 1.000 pontos. No caso das outras áreas, cada uma vale até 200 pontos.

Como funciona o ENEM


Como usar a nota do ENEM?

Finalmente chegou a hora de entender como usar a nota do ENEM, não é mesmo? Afinal de contas, a maioria das pessoas que faz a prova deseja utilizar a nota com algum objetivo, é claro.

Com essa nota, é possível tentar uma vaga em universidades públicas de todo o país por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Além disso, também dá para conseguir bolsas de estudos de até 100% em faculdades privadas com o ProUni (Programa Universidade para Todos).

Quem não conseguir as bolsas, ainda consegue financiar a faculdade com juros mais baixos por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Ou seja, realmente existem diversas coisas para fazer com a nota do ENEM, basta escolher aquela que mais se enquadra com as suas necessidades e vontades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *