Documentos

Como fazer CPF

Se você precisa saber como fazer CPF, veja quais são os procedimentos que devem ser realizados

Em quase todas as situações, é pedido ao cidadão o CPF, que é o Cadastro de Pessoa Física.

Ele é obrigatório quando se quer emitir outros documentos, para fazer matrículas em qualquer curso, abrir conta no banco, fazer compras parceladas e outras coisas, em especial as que são relacionadas à vida financeira.

Antigamente, esse documento só era emitido depois que a pessoa ficava um pouco maior: a partir dos 7 anos, por exemplo. A sua solicitação tinha de ser feita nos Correios e ele era retirado diretamente lá.

Porém, se tornou muito comum ter um posto de documento nas maternidades particulares para que os recém-nascidos já saiam dela com o CPF feito.

Aprenda já como tirar a primeira e a segunda via do documento e as suas principais atualizações.


Qual é o formato atual do CPF?

Há algumas décadas, quem emitia o Cadastro de Pessoa Física recebia um documento em papel, bem parecido com o título de eleitor; ele era até chamado de CIC.

Mais recentemente, ele passou a ser um cartão de plástico com tons variáveis de azul: o tamanho é o mesmo de um cartão de crédito.

Porém, quem faz o CPF em 2019, por exemplo, não recebe mais um documento físico: apenas um número.

Ele continua podendo ser pedido nos Correios, com a opção de requerê-lo ao site da Caixa Econômica Federal e alguns outros lugares.

O que não foi modificada é a sua gratuidade: apenas as instituições bancárias cobram por ele e é um valor simbólico.

Como fazer CPF


Como fazer o CPF?

O cidadão consegue fazer o CPF no site da Receita Federal, que também é o órgão correto para consultar várias informações sobre esse documento.

Para pedir a emissão:

  • Clica-se em “Serviços”;
  • Nos “Destaques”, uma das opções será CPF e bastará clicar nela;
  • No quadro “Serviços em Destaque”, o cidadão achará a “Inscrição – 1° via”. Se a pessoa já tem número de CPF e quer a 2° via, deve clicar no terceiro retângulo azul;
  • Preenche-se tudo o que a Receita Federal solicita e anota-se o número do documento.

O cidadão pode também pedir o seu CPF em alguns órgãos públicos, como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e os já conhecidos Correios.

Nesse caso, a solicitação não é feita acessando o site do órgão público e sim comparecendo a uma das suas agências.


Qual é o valor para fazer CPF?

O documento é de graça para as pessoas que fazem a solicitação no site da Receita Federal; porém, custa até R$ 7,00 para quem faz o pedido nas agências bancárias da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.

É necessário esclarecer que nenhuma agência pode cobrar um custo mais alto que esses R$ 7,00.


Quais são os documentos para fazer CPF?

Os documentos a providenciar para emitir um CPF são os seguintes:

  • Título de eleitor (se ele ainda não ficou pronto, pode-se apresentar o comprovante de solicitação dado pelo cartório eleitoral);
  • Documento de identidade com foto (se é um maior de idade pedindo o CPF para um menor, é necessário comprovar o vínculo de dependência e levar o documento pessoal desse tutor legal).

É possível emitir para pessoas falecidas?

Também é possível emitir um Cadastro de Pessoa Física para indivíduos já falecidos: isso costuma ser necessário quando há trâmites legais a fazer, como inventário de bens.

Como é preciso toda a documentação da pessoa falecida, pode ser que ela tenha perdido seu CPF antes da morte e não tenha tido tempo de pedir outro.

Sendo assim, os seus familiares mais próximos (incluindo o seu cônjuge) podem fazer a solicitação nos mesmos lugares indicados aqui; o valor será o mesmo e os documentos a apresentar também.


Cuidados ao fazer CPF para evitar golpes

Não faltam pessoas envolvidas com fraudes na Internet, e é por isso que as pessoas só devem pedir o CPF virtualmente se for pelo site da Receita Federal.

Caso a solicitação seja feita em um site fake, os criminosos ficarão sabendo do número do documento e poderão usá-lo para pedir crédito, por exemplo.

Além de só usar o site oficial da Receita Federal, o cidadão tem de dar preferência por um computador da sua confiança; se for imprescindível usar um computador de acesso público, deve-se conferir se o navegador armazena informações e se ele tem um antivírus em funcionamento.

Como fazer CPF


O CPF é obrigatório para todos?

O ideal é que todos os cidadãos brasileiros tenham um CPF e que ele esteja regularizado na Receita Federal; no entanto, existe um número considerável de pessoas sem esse documento.

Isso não é proibido, a não ser situações como as que seguem:

  • Quem é inventariante;
  • Profissionais liberais;
  • Quem toma parte em transações imobiliárias;
  • Titulares de contas bancárias;
  • Quem pede benefício ao Instituto Nacional de Seguridade Social;
  • Quem tem propriedades em solo brasileiro, mas moram em outro país;
  • Quem tem de apresentar declaração de imposto e outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *